solução-dos-nossos-problemas-com-foto2-410x1.png

CECIP participa de Congresso sobre juventude e cultura de paz no Equador

21 de outubro de 2016

paz-constr-metodO Centro de Criação de Imagem Popular – CECIP participa do Congresso “Bons cidadãos e Sistema Preventivo: o Futuro da Preventividade”, que será realizado entre os dias 26 e 28 de outubro, na Universidade Politécnica Salesiana, em Quito, no Equador, um país cuja Carta Magna  inspira-se  na  filosofía do “Bem  Viver”, na qual se estabelecem , pela primeira vez, os  Direitos da Natureza ( Pacha Mama, ou Mãe Terra), que podem ser exigidos juridicamente. Veja aqui o registro desse encontro. 

O diretor e um dos fundadores do CECIP, Claudius Ceccon, foi convidado a falar no primeiro dia do Congresso sobre  “O Futuro da Preventividade . O que significa prevenir , do ponto de vista educacional ? De que, para que  e por que prevenir? Como fazê-lo ?. A pedido dos organizadores,  Claudius irá   abordar   a  Preventidade,- categoria  que organiza a proposta formativa salesiana, apoiada   no tripé  Razão, Amorosidade e Espiritualidade–  a partir do pensamento de Paulo Freire e das práticas  de  fortalecimento da cidadania ativa que o CECIP desenvolve  junto a crianças, jovens e suas comunidades. Em pauta, estarão as  experiências do Núcleo de Educação para a Paz do CECIP,  os projetos de Arte, Tecnologia e Cidadania da Oi Kabum , as  tecnologias sociais de  escuta de crianças e jovens no contexto da cidade educadora, o trabalho em rede e a  disseminação da abordagem da Educação para a Cidadania Global. 

As  facilitadoras de mudanças educacionais e de processos circulares Madza Ednir, Maria Mostafa e Soraia Melo participarão das mesas de discussão como forma de contribuir com os objetivos da conferência:  dialogar sobre  a  relação entre Jovens , Escola e  Cidadania, para formular hipóteses de trabalho que levem a projetos de ensino e pesquisa sobre Preventividade e Sistema Preventivo.

O encontro reúne especialistas em Educação, Psicologia, Sociologia , Juventudes  e Cultura de Paz da Argentina , Brasil  ( Brasília e Rio de Janeiro),  Equador, Espanha e  Inglaterra  que  compartilharão  conhecimentos e práticas  capazes de gerar ambientes participativos de respeito à  diversidade das Juventudes  e de aceitação  das  novas formas de  se viver e conviver  nas  sociedades do século 21.   Uma  publicação registrará as  apresentações dos  conferencistas. Espera-se, também,  que  a   articulação entre a Universidade e as  instituições participantes do Congresso  se fortaleça,  com  ações em rede  promovendo um  trabalho colaborativo  permanente.

 

Comentários